Política de privacidade

Estes dados são registados informaticamente e destinam-se única e exclusivamente para contacto por parte desta entidade.

APP Piscinas

Campanha de Prevenção de Afogamentos 2022

Campanha de Prevenção de Afogamentos 2022

APSI e GNR lançam campanha conjunta

A Associação Para a Promoção da Segurança Infantil (APSI) e a Guarda Nacional Republicana lançam campanha conjunta “A morte por afogamento é silenciosa e rápida”, aliando o conhecimento técnico e a experiência da APSI e o alcance territorial único e de proximidade que a GNR detém a nível nacional, sobre a prevenção de afogamentos em crianças e jovens.

A APSI contabiliza, em 2022, 20 anos de Campanhas de Prevenção de Afogamentos de Crianças e Jovens e assinala a data com o lançamento da única publicação, em Portugal, que nos faz um retrato do problema, na população infantil e juvenil: Relatório de Afogamentos de Crianças e Jovens, 2002-2021, que pode ser consultado aqui.

 

De 15 de julho a 15 de setembro, os militares da GNR estarão, em contacto direto com a população, a esclarecer dúvidas e a partilhar as recomendações que ambas as instituições preconizam e que são:
 
  • Perto de água não perca as crianças de vista nem por um segundo. Mantenha uma vigilância próxima das crianças mais novas e nos dias de festa.
  • Nunca deixe uma criança com menos de 3 anos sozinha na banheira ou numa piscina insuflável.
  • Despeje toda a água de baldes, alguidares, banheiras e pequenas piscinas, logo após a utilização.
  • Dificulte o acesso das crianças aos locais com água: vede tanques e piscinas com uma barreira vertical de, no mínimo, 1,10m de altura e sem elementos escaláveis, máximo de 9cm de distância entre elementos verticais e portão de fecho automático; e tape os poços com uma tampa sólida e com cadeado.
  • Escolha praias e piscinas vigiadas e cumpra a sinalização.
  • Se usar auxiliares de flutuação (coletes ou braçadeiras) em crianças que não sabem nadar, os mesmos devem ser homologados e não dispensam vigilância.
  • Em atividades aquáticas coloque sempre um colete salva-vidas às crianças.
  • Aprenda a fazer reanimação cardiorrespiratória. Esse gesto pode salvar uma vida.
  • Em caso de afogamento, ligue 112.
  • Ensine as crianças a nadar, mas mantenha uma vigilância próxima.
  • Ensine a criança a não mergulhar em pontões ou em zonas cuja profundidade desconhece ou se existem rochas submersas ou desníveis.
  • Ensine as crianças a nunca nadarem sozinhas e a manterem-se perto das margens.
Principais Parcerias